Para quando a motivação já tirou férias (mas vocês não!)

21:30


Já estão fartos de estudar e a única coisa que querem queimar é a pele ao Sol e não os neurónios? Juntem-se ao clube!
Pessoalmente, sentimos que, por muitas épocas de exames que atravessemos, nunca estamos mentalmente preparadas quando elas chegam. Por isso, e por muito que este tema seja imensamente falado, achamos que faz todo o sentido deixar-vos algumas palavrinhas acerca dele. Digamos que queremos aumentar um pouco a vossa (e também a nossa) motivação!

Comecemos, então, pelas dicas básicas para as alturas de estudo intenso:
-Autodisciplina. Apetece ignorar o despertador e voltar a fechar os olhos? Acreditem, sabemos bem o que isso é. Tentem levantar-se assim que acordam e evitem os “mais cinco minutos”, porque quanto mais atrasam mais tendência têm para pensar “perdido por cem, perdido por mil”. E, sem darem por isso, já perderam mesmo metade do dia!

-Definir o método de estudo mais adequado. Muitas vezes têm de descobrir estratégias diferentes para cadeiras diferentes, mas não desistam. Pode ser, por exemplo: ler e reler, falar em voz alta, resumir, escrever e reescrever, fazer esquemas, resolver exercícios, etc.

-Organização. Utilizem todas as ferramentas que tiverem disponíveis para vos ajudar a organizar e a definir objetivos diários (realistas!). Desde agendas, post-its, aplicações de telemóvel, muitas são as opções que podemos usar.

-Tirar dúvidas. Ser estudante universitário é ser autodidata. Tenho a certeza que ninguém discorda! Por isso, quando estiverem com dificuldades em alguma parte, procurem informação na internet, livros ou obter respostas junto dos vossos colegas. Por vezes também há professores que dão aulas de apoio ou que disponibilizam o seu email para esclarecer dúvidas. Aceitem toda a ajuda que vos derem!

-Fazer pausas. Já vos aconteceu estar tanto tempo a estudar que, quando dão por isso, já nada entra na cabeça e acabam por elevar os vossos níveis de frustração ao pico máximo? Claro, porque o descanso é fundamental. Façam pausas quando sentem que já não estão a ser produtivos e ponderem mesmo mudar de ambiente de estudo. Mas atenção, não vale fazer um dia inteiro de pausa ou fazer pausa das pausas!

-Dormir. Nesta altura, muitos de nós transformamo-nos em “animais da noite”. Mas tenham calma, precisam de horas suficientes para repor as energias. Para além de que é quando dormimos que os nossos neurónios estabelecem as associações ligadas à memória e ao raciocínio. E, por muito difícil que seja, tentem não inverter o vosso ciclo de sono: dormir de dia e estudar de noite, para além de ser disfuncional, prejudica bastante vários mecanismos biológicos.

-Hidratação. Beber água nesta fase é muito importante. Se já o é em todas as outras alturas, quando estamos sob stress não devemos descuidar-nos. Especialmente porque há a tendência de fazer do café a nossa água, não é verdade?

Bem, só a ideia de estudar cansa. Mas pensem: é o ultimo esforço até ficarem de férias e é muito melhor ir tendo a consciência de que deram o vosso melhor e que conseguiram passar de ano.
Ouvimos isto ano após ano e quando estamos fartos de tudo não são as palavras que mais nos animam. Mas quando tudo acaba, sabemos bem que é verdade.

Por isso, quando não estão com motivação mesmo nenhuma e só querem não ter de olhar mais para as paredes das salas de aula, lembrem-se:  se calhar não vão querer passar mais anos na faculdade do que os estritamente necessários! *wink*



Beijinhos, I&J 😊



You Might Also Like

0 comentários